Privação do sono pode prejudicar a saúde do cabelo


Os níveis de estresse, a função imunológica e as taxas hormonais estão relacionados à qualidade do sono. Tais fatores podem entrar em desordem devido a noites mal dormidas e os efeitos secundários incluem a perda de cabelo. 
O estresse compromete a circulação sanguínea dificultando a fixação dos fios no couro cabeludo, além de aumentar a produção de estriol, uma substância que dificulta a entrada de nutrientes na região capilar, diminuindo o crescimento dos cabelos. O problema ainda aumenta as chances de oleosidade capilar, que favorece a caspa.
Nas mulheres, o estresse eleva os níveis dos hormônios andrógenos e da prolactina, que influenciam nos ciclos capilares. Em homens, a condição pode acelerar o processo de calvície ou a perda de cabelos localizada e circunscrita a certas áreas do couro cabeludo.
Quem tem problemas para dormir também costuma ter mais fome e acaba consumindo carboidratos e doces em excesso. Esses alimentos possuem menos vitaminas e minerais, que considerados essenciais para um cabelo saudável.
Mudanças de estilo de vida, com uma alimentação adequada e sono reparador, podem ajudar na saúde dos fios.
As dicas para uma boa noite de sono são:

  • Manter um horário regular de deitar e acordar;
  • Evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas, sobretudo nas quatros horas antes de dormir;
  • Evite ingestão de cafeína (café, chás, refrigerantes e chocolate) antes de dormir;
  • Exercícios físicos devem ser praticados em horários adequados e nunca próximos à hora de dormir;
  • A temperatura do quarto deve ser adequada e estável durante a noite;
  • O quarto deve ser silencioso e com a menor luminosidade possível, desligando a televisão, relógios e celulares;
  • Evite alimentos pesados à noite, com alto teor de gordura ou açúcar;
  • Invista em um colchão e travesseiro de qualidade, adequados para o seu corpo;
  • Reduza o estresse na vida diária. Estresse provoca insônia.