Entenda como a planta valeriana ajuda no combate aos distúrbios do sono

http://cuidadospelavida.com.br/cuidados-e-bem-estar/alimentacao/entenda-como-planta-valeriana-ajuda-no-combate-aos-disturbios-do-sono
 

Todo mundo conhece a sensação de tentar pegar no sono e não conseguir, mas o pior aparece no dia seguinte, com o cansaço por ter ido dormir tão tarde. Para evitar esses problemas e descansar tudo o que é preciso, a solução pode estar em uma planta natural que com certeza é conhecida de todas os avós: a valeriana. Com tantos soníferos novos disponíveis no mercado, ela pode ficar um pouco esquecida, mas dois especialistas em sono garantem que vale a pena dar uma chance para a tradição.

Saiba como a valeriana atua no organismo para fazer o sono chegar

A natureza é mesmo incrível e, no caso da valeriana, o segredo está na ação que ela tem sobre um neurotransmissor sedativo do nosso corpo chamado GABA. “A valeriana aumenta a ação desse neurotransmissor e por isso inibe o sistema nervoso central, causando o efeito sedativo”, explica Shigueo Yonekura, neurologista especialista em sono. Para obter esse efeito de fazer o sono chegar mais rápido, a orientação é utilizar de 30 a 40 minutos antes de dormir.

Além de ajudar naqueles episódios em que o sono vai embora apenas por uma noite, a valeriana é tão eficaz que também é utilizada no tratamento de insônia crônica. “Existem vários trabalhos na literatura que comprovam a eficácia da Valeriana officinalis para o tratamento da insônia. Atualmente orientamos a associação de terapia comportamental, atividade física, atividade de relaxamento mental e a observação de uma disciplina do sono para potencializar o tratamento medicamentoso”, explica a neurologista Márcia Pradella-Hallinan, deixando claro que a mudança dos hábitos também é muito importante para estabelecer um ritmo adequado de sono.

Planta também combate a ansiedade, epilepsia e até auxilia quem está parando de fumar

Os benefícios dessa planta não se limitam apenas a trazer o sono, mas atingem várias áreas diferentes por causa da atuação no sistema nervoso central. “A valeriana pode ajudar na ansiedade e no estresse”, afirma Yonekura. Outros problemas, como crises epiléticas e sintomas de abstinência química, também podem ser mitigados pelo uso da valeriana. “Ela também pode fazer parte de um tratamento complementar para a epilepsia e na redução do tabagismo, atuando de forma sinérgica aos medicamentos utilizados”, completa Pradella.

Esse estado de relaxamento proporcionado pela valeriana também pode ajudar em vários problemas de saúde provocados pela tensão. “O aumento do GABA favorece o relaxamento muscular ajudando na cefaleia por tensão muscular. Ainda pelo mesmo mecanismo, ele favorece o equilíbrio do sistema nervoso autonômico, diminuindo a frequência cardíaca e respiratória, tremores, entre outros”, diz a neurologista.

Especialista ensina a forma certa de consumir a valeriana

É possível encontrar muitas variações da valeriana circulando no mercado: ela pode ser usada em chá, cápsulas ou tintura – tudo depende da indicação do seu médico. “Para crianças e adolescentes costumo utilizar a forma de tintura. Para adultos, uso tintura ou comprimidos”, diz Márcia Pradella, deixando claro que a planta pode ser ingerida em qualquer idade. “A princípio, a valeriana é bem tolerada em qualquer idade e apresenta poucos efeitos secundários. Ela é contraindicada apenas para gestantes e mães que estão amamentando”, alerta.