Os cinco problemas que podem perturbar o sono

Na hora de dormir, é preciso ficar atento aos hábitos que podem atrapalhar o descanso. A dificuldade em adormecer ou manter o sono pode estar relacionado a cinco problemas que ocorrem com frequência na vida das famílias brasileiras.
O médico Shigueo Yonekura, neurologista do Instituto de Medicina e Sono de Campinas e Piracicaba, aponta a rotina irregular, o ruído, o estresse, a alimentação e a temperatura inadequadas como grandes vilões para uma boa noite de sono.
Yonekura, que é especialista em sono pelo Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo), reforça a importância da mudança de hábitos para ter uma noite reparadora e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida.
 
Ruídos 
O quarto ideal para o sono deve ser silencioso e totalmente escuro. Quando a pessoa começa a adormecer o cérebro ainda está ativo e o ruído pode atrapalhar. Ao entrar no sono leve, uma área do cérebro começa a bloquear o fluxo de informações, mas ainda deixa passar ruídos, que podem levar ao despertar.
Já a produção de melatonina (hormônio do sono) depende da pessoa estar em um ambiente escuro para sua produção. A melatonina é responsável por regular nosso relógio biológico, além de ser eficaz contra uma série de enfermidades. A melatonina ajuda a emagrecer, protege contra os danos causados pelo acidente vascular cerebral, auxilia no controle da hipertensão e da diabetes e reduz as crises de enxaqueca.
Portanto, fechar as cortinas para bloquear totalmente a entrada de luz do sol e evitar ruídos na hora de dormir ajudam a melhorar a qualidade do sono.
 
Rotina irregular 
A irregularidade dos horários de deitar e levantar também pode interferir no sono e no dia-a-dia. É sempre bom criar uma rotina, principalmente para crianças.
Procure manter um horário regular para dormir e despertar com o objetivo de educar o seu metabolismo.
 
Temperatura inadequada
O ambiente muito quente ou frio pode interferir na qualidade do sono. Quando dormimos a nossa temperatura corpórea cai naturalmente para 1 grau a menos, vai para 35 graus, e com o clima mais frio, conseguimos manter a temperatura nesse índice, o que contribui para uma boa noite de sono. Já no calor, fica mais complicado manter a temperatura corpórea baixa. 
Mas é preciso lembrar que a pessoa precisa estar coberta no frio para não perder muito o calor do corpo e despertar. Temperatura abaixo de 17 graus e calor acima de 27 graus causa perturbações no sono.
A temperatura ideal do quarto para dormir deve estar em torno de 22°C, mas o conforto térmico varia de pessoa para pessoa. 
 
Alimentação pesada e bebidas estimulantes
O consumo de alimentos pesados e bebidas que agem como estimulantes interferem na qualidade do sono.
A bebida alcoólica pode até favorecer o início do sono, mas o descanso será de baixa qualidade.  Portanto,
seu consumo à noite deve ser evitado.
Assim como bebidas estimulantes, como café, chá preto e mate, guaraná e refrigerantes à base de cola. O ideal é não ingerir essas bebidas até quatro horas antes de dormir.
Durante o sono, o funcionamento de vários órgãos é alterado, o metabolismo fica mais lento. A recomendação é fazer uma refeição mais leve no jantar, evitar alimentos gordurosos. Não precisa cortar jantar, já que o corpo também queima calorias durante o sono e precisa de nutrientes para manter as funções vitais à noite. O ideal é jantar cerca de três ou quatro horas antes de ir para a cama.
 
Estresse

Com a correria do dia a dia, onde são realizadas várias tarefas ao mesmo tempo, fica difícil relaxar e desligar dos problemas para ter uma boa noite de sono. Além disso, à noite, as pessoas estão cada vez mais conectadas e usam com frequência aparelhos eletrônicos, o que pode interferir na qualidade do sono e prejudicar a rotina no dia seguinte, especialmente a longo prazo.
A pessoa estressada fica com dificuldades para pegar no sono ou pode ter microdespertares durante a noite sem perceber. Isso faz com que a pessoa não tenha um sono reparador. A recomendação é fazer atividades que proporcionam prazer e envolvem relaxamento antes de dormir. A medida pode ajudar a acalmar.